[Evento ]Bienal do Livro de São Paulo 2016

   A Bienal do Livro é a maior feira de livros do país e (como o nome diz) acontece a cada dois anos em São Paulo. A feira reúne desde as maiores editoras á autores independentes, além de outras atrações culturais, palestras e muitas seções de autógrafos. 

  Uma atração bacana na Bienal é o Dia do Cosplay em que todos os fantasiados entram de graça. Fui de Emília (Sitio do Pica-Pau Amarelo), meu namorado Marcos foi de Elfo (Universo de Tolkien), minha irmã e meu cunhado, Thamy e Allan, foram de Mary Poppins e Bert. Infelizmente a câmera deu problema na bateria, por isso não tivemos fotos muito boas.






PS: A moça da foto do meio com a pequena Harley é Angie Stanley, autora do livro Realidade Alternativa e estava fantasiada como sua própria personagem, achei o máximo!





 Não pretendíamos ir outros dias na feira, mas o pessoal da Ler Editora e Mundo Uno nos presenteu com ingressos para a semana e voltamos na quinta. Então na quinta a galera do stand Ciranda Cultural nos deu Ingressos para voltar na sexta. E na sexta o povo do stand do autor Mauro Felippe nos ofereceu ingressos para o final de semana, porém já tínhamos outros compromissos. Muito obrigada pessoas maravilhosas! 


  Separei aqui alguns dos stands que mais gostei. O stand que mais me surpreendeu (e creio que não só a mim) esse ano com certeza foi a Rocco, que seguiu a temática de seu livro mais popular, Harry Potter, e teve até a plataforma 9 3/4 para tirar foto. 


 



   O stand da FAMBRAS (Federação das Associações Muçulmanas do Brasil), estava lá com um stand magnifico com o intuito de apresentar mais sobre essa cultura e tirar o preconceito dos desconhecidos. Também tinha uma mini-exposição sobre alguns muçulmanos que realizaram grandes feitos que ficaram na História.






  O stand da Turma da Mônica era IMENSO, havia diversas atrações para as crianças, e estava bem caprichado.







  O stand do instituto IRIS Cão Guia de inclusão social de pessoas com deficiência visual estava arrecadando fundos vendendo bichinhos e chaveiros super fotos, e esses amiguinhos fofos estavam lá para ajudar, Também estavam divulgando o livro Minha Vida com Boris, de Thays Martinez, fundadora do instituto IRIS.


 



   O stand da Livraria Loyola estava com uma pequena exposição do O Pequeno Príncipe e divulgação do livro "







  Em questão de preço, os melhores eram da Ciranda Cultural e da Top Livros, com o valor mais baixo de R$5 para livros infantis e muita coisa legal a partir de 10, apesar de serem bem bagunçados e sem opção de busca, tinham várias coisas legais para se achar por lá. Outros stands que estavam com um "in$entivo" bacana era LeYa, que davam brindes bem legais na compra de alguns títulos, e a Martins Fontes, com todos os títulos a metade do preço.




   Alguns stands que estavam bem trabalhados na arquitetura. Editorial Record, Companhia das Letras  (que estava com um desconto bacana nos boxes) e Editora Planeta.


 Exposição "Cem erros nossos de cada dia" do Museu da Língua Portuguesa. Composta por painéis que fizeram parte da mostra temporária "Menas, o Certo do Errado, o Errado do Certo", que esteve em cartaz no Museu em 2010. Os painéis apresentam cem erros cometidos com frequência e com frequência não são percebidos, em cada quadro havia uma nota de rodapé explicando o erro e qual seria a maneira certa de escrever.







  O stand do autor Mauro Felippe foi montando inteiramente pelo autor independente para divulgar seus livros de poesia Ópio, Espectros e Nove. Os poemas são tocantes, a arte dos livros é fantástica e o stand também ficou muito bem trabalhado. Além disso parte do valor arrecadado com as vendas foi destinada à Casa Guido, ong que auxilia crianças com câncer de Santa Catarina. 





  Um dos stands que eu mais gosto na Bienal desde que fui pela primeira vez em 2010 é o do Os Menores Livros do Mundo. São livros artesanais minúsculos perfeitos, literalmente de bolsos, mas o texto é completamente legivel. 




 Conhecemos a Ler Editora e a Mundo Uno que estavam em parceria com alguns autores independentes também. Conhecemos autores novos que nos contaram diretamente sobre a história de seus livros, de maneiras fantásticas, e para isso foi o que mais valeu nessa Bienal para mim. Mais para frente resenharei cada um deles. Conhecemos Mallerey Cálgara, autora de O Segredo da Caveira de CristalCatia Mourão; de Entre Nós; Lilian Reis, de A Garota de Treze; Eleonor Hertzog, de Cisne; Lucinei Campos, de Lavínia e a Árvore dos Tempos (que também estava fantasia como seu personagem Lorivaldo) e Keila Gon, de Luz de Inverno. Todos os autores eram muito simpáticos e foram incriveis contando as histórias de seus livros, e também fiquei encantada com as artes das capas, muito lindas!







 Na sexta-feira eu aproveitei para levar o Steve (Vocês lembram dele né?), ele ficou bem chateado por não tê-lo levado nos outros dias, ele gosta de sair nas fotos.


Letícia Godoy, autora de Deixe-me Entrar, no stand da Editora Arwen. 
Cosplayers divulgando os livros  A Rainha Sombria e A Caçadora 

Fui tirar foto das meninas de Hogwarts da foto à direita. mas quado me aproximei delas elas me olharam com cara de supresa e falaram "Gente, achamos a Luna Lovegood! Você é igualzinha a ela, tira foto com a gente!" E a menina da Corvinal me emprestou o cachecol para sair com mais cara de Luna na foto.  Amei!



Saldo final:

Prêmio consumidor: 1º Lugar: Marcos, 2º Lugar: Tary, 3º Lugar: Thamy

Livrinhos novos para minha prateleira e presentinhos para a sobrinha.

Saldo de marcadores e de brindes



E este foi o resumão dos meus passeios na Bienal do Livro de São Paulo 2016. Quem mais aí foi na Bienal? O que mais acharam de interessante por lá? Deixem nos comentários!

Fotos por:
Tary Belmont
Marcos Maziviero