Filme: A Bruxa (2016)

Título original: The Witch
Gênero: Terror
Lançamento: 3 de Março de 2016
Duração: 1h30m
Distribuidor: Universal Pictures
Direção: Robert Eggers
Roteiro: Robert Eggers
Produção:  Rodrigo Teixeira, Thomas Benski, Jonathan Bronfman, Chris Columbus
Elenco:
Anya Taylor Joy como Thomasin
Ralph Ineson  como Wiliam
Kate Dickie como Katherine
Harvey Scrimshaw como Caleb
Julian Richings como Governador


Sinopse:
   Nova Inglaterra, década de 1630. O casal William e Katherine leva uma vida cristã com suas cinco crianças em uma comunidade extremamente religiosa, até serem expulsos do local por sua fé diferente daquela permitida pelas autoridades. A família passa a morar num local isolado, à beira do bosque, sofrendo com a escassez de comida. Um dia, o bebê recém-nascido desaparece. Teria sido devorado por um lobo? Sequestrado por uma bruxa? Enquanto buscam respostas à pergunta, cada membro da família seus piores medos e seu lado mais condenável.
Trailer:





Resenha:
  Bom, irei direto ao ponto...
   Não, não e não. Não é bom, não é assustador, não é inovador, não é perturbador, e não vela a pena gastar o dinheiro para ver esse filme. Guarde para Batman vs Superman, vai compensar mais. 
  
   Desde a semana passada tem surgido inúmeros posts de pessoas 'de peso' no que se trata de filmes de terror, algo sobre o filme ser super perturbador, 'não assista no cinema', algo diferente de qualquer filme de terror oportunista que se tem por aí. 
  
   Acho que a primeira coisa que se da pra pensar é que se um filme precisa de uma manobra de marketing desde tamanho, ele não se garante. 

   A fotografia e o cenário são os únicos pontos positivos no filme. O filme retrata muito bem a época em que se passa, no século XVII, os diálogos (nos créditos há uma nota sobre eles terem sido retirados de reportagens e escritas encontradas da época) são bem feitos e muito característicos. 

  O ideia era boa, porém o desenvolvimento é patético e cheio de clichês de qualquer filme de terror. Como todo filme, começa calmo, vai complicando, uma coisinha aí, outra ali, porém o desenrolar da trama é tão lento que um filme de 1h30m aparenta ter 2h:30m. Não é um filme para tomar susto, mas ele também não trás enhuma angustia, nenhuma agonia, as cenas minimamente implicantes são poucas, e apenas dois tabus fracamente quebrados são o que eles chamam de perturbador, algumas tripas e sangue, frases e símbolos satanistas / anti-cristo aqui e ali. O filme desenvolve a ideia clichê de bruxas igual á mulheres satanistas que atacam cristãos e são velhas, loucas, feitas e correm por aí peladas, nada diferente do que já vimos até hoje. 

  O filme foi é massante e falha em prender atenção, se quem diz que quem não gostou foi porque "não prestou atenção suficiente para 'adentrar' o filme" eu acho que a culpa é do próprio desenvolvimento. Trilha sonora fraca, e muitos minutos desperdiçados em cenas silenciosas e paradas, que deveriam causar alguma tensão. O restante do filme você pode prever, é igual a qualquer outro filme do gênero. Está apenas tentando ser A Bruxa de Blair desta geração.


Screenshots





 



Posters



12 comentários:

  1. Respostas
    1. Não se decepcione, tire suas próprias conclusões!

      Bites!

      Excluir
  2. Poxa Tary :/,eu queria tanto ver. Pensava que seria bom,mas me desanimei totalmente agora :(. Tá difícil ter filme de terror bom!
    Beijas,
    Mundo perdido da Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como falei para Vanessa, não desanime, assista e tire suas próprias conclusões!

      Bites!

      Excluir
  3. Que pena! Estava ansiosa para ver esse filme...
    O Terror está mesmo tomando um rumo meio esquisito e clichê ultimamente. :(
    Beijos!

    conexaolunar.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um antro de produção em massa e pouco conteúdo. Tem muita coisa aproveitável nesse filme, mas no geral eu não gostei. Mas digo de novo, não desista de ver pela minha opinião, use-a para tirar suas próprias conclusões.

      Bites!

      Excluir
  4. Atualmente não tem como nutrir qualquer expectativa por filmes de terror. É uma decepção atrás da outra mesmo. Não cheguei a ver o filme mas assim que vi geral comentando e todo o marketing sensacionalista eu já saquei que não seria isso.
    Acho que hoje em dia o gênero Terror está batido e clichê com o lance básico para tentar causar sustos.Uma pena.

    abs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem algumas coisas interessantes nesse filme, mas é um típico diferentão, diferente, mas nem tanto.

      Bites!

      Excluir
  5. Nossa eu vi um monte de pessoas comentando que esse filme era super assustador e tals e fiquei bem decepcionada de saber que o filme não é lá essas coisas.Bem que todo mundo falou que era pura jogada de marketing.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que agonizante serviria melhor, para quem sentiu algo, para mim não foi nem um nem outro.

      Bites!

      Excluir
  6. Lembro de quando estavam pra lançar esse filme e foi o maior boom falando que era o melhor dos últimos tempos e tal e depois que foi lançado todo mundo falando a mesma coisa que você...
    De qualquer maneira, ele já estava na minha listinha, então qualquer dia que eu estiver a toa eu assisto.. rs
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito marketing, pouca coisa. Mas pessoas mais hipsters e "cults" gostam dele.

      Bites!

      Excluir